Emoções Baratas

Sabe o que é? Mulher é um bicho que AMA novidade. Eu li o livro da jornalista e blogueira Leandra Medine, do Man Repeller (o livro leva o mesmo nome do blog). É o blog de moda “não de moda” que eu gosto muito, pois Leandra tem um humor incrível, fala de tudo com tanta naturalidade que a sensação é que ela é aquela amiga da adolescência que te acompanhou nas melhores festas até nas maiores roubadas fazendo piadinha. Anotei uns trechos e este para mim resume o meu pensamento sobre revistas e blogs de looks do dia:

“Costumo atribuir a culpa as revistas de moda; elas tem um modo sutil mas garantido, de tornar inadequado o que quer que haja em nosso guarda-roupa”

man reppeler

Homens, não queiram nos entender. Nem nós mesmos sabemos por onde passa. Uma onda de modismos, tendências e afins afeta até as mulheres mais controladas, parece uma gripe oportunista. Ela chega através de um “gripilento” que em vez dele ficar em casa ele sai prolifera sua praga existencial. Algumas pessoas vulneráveis (e lesadas) ficam perto deste individuo, contraem a doença e se culpam porque ficaram perto daquele filho de uma boa mãe. Passada a gripe, você/eu, altamente sem vergonha ainda dirige a palavra aquele ser que você certamente amaldiçoou nas noites mal dormidas.

Moda é assim. Chega a sua amiga descolada (amo este termo quando quero expressar que a pessoa não é tão descolada assim, ela é a que vai na modinha logo quando aparece #ironias) com aquele colar legal e super pechincha, você nem se toca na hora, se bobear vai até achar aquilo muito feio ou esquisito. Entra na carro/condução e pensa: aquele colar ficaria lindo com um vestido que tenho em casa ou para aquela festa que vou no sábado. Ai a nova doente procura na internet, vai ao shopping e compra igual. Usa uma vez se usar. Mas tudo bem, foi barato e rolou uma dose de adrenalina.

man repeller

Aconteceu comigo. Eu vi a Mariah com um brinco leque e desejei. Comprei um branco bem bonito e um colar na mesma linha no tom vinho. E eu usei o brinco? Claro que não. Eu coloco e penso que seria aquilo um bom acessório para quem tem caspa, varreria os ombros além da cor que é tensa para acessório já que uso muita blusa branca, onde estava com cabeça? Revistas e blogs podem te influenciar, é normal e a gente recebe influência em tudo nada vida, ninguém nasceu pronto (graças a Deus), mas tudo tem limite, né Leandra Repeller?

Já o colar eu uso tranquilamente, vai entender né? Fui afoita e escolhi dois alvos, mas confesso que foi extraordinário encontrar um colar que gostei tanto por um precinho maravilhoso. Quero fazer mais achados assim, achados que usarei nem que seja umas três vezes e até me iludir pensando que aquilo valeria mais em uma loja de nome.

man repeller

Por mais que eu fale dos básicos e clássicos de qualidade, a vida precisa de emoções, nem que elas saiam de uma loja de acessórios com aparência duvidosa. E te permite conhecer algumas facetas ocultas do seu estilo, assim você consegue molda-lo e até tornar aquela barateza num item essencial. Lembro que isso aconteceu com uma sapatilha dourada, na época paguei baratinho e depois investi em uma mais confortável, com qualidade infinitamente superior. Custou mais, mas o tempo que ela vive comigo renderam momentos bem legais na minha vida (e ainda rendem!)…

Desejo isso a todas vocês, emoções baratas como as que costumo ter. Bons achados baratos com muito uso! <3

imagens: man repeller | http://www.manrepeller.com/

Comments

comments

Tá marcado então…

friends

Dizem que quando namoramos os amigos ficam de lado. Por que isso? Nunca entendi e acho uma grande bobagem apesar de ter negligenciado o contato com meus miguxos ao longo dos meus namoros. Nesta minha fase solteira, eu estou obviamente mais próxima deles e agradeço a generosidade da companhia para os bons drinks.

Ao encontrar com um amigo na quinta passada eu prometi para mim mesma que  pelo menos umas duas vezes por mês eu convidaria um amigo (a) para sair. As redes sociais aproximaram as pessoas e afastaram. Antigamente as pessoas se encontravam para bater papo, hoje elas usam os bate-papos variados e sabem dos outros através de facebook, instagram e afins…

Pessoas casam, separam, namoram ou não, tem filhos, são promovidas, mudam de cidade, o que comem, onde vivem (vibe Globo Reporter né?) e você sabe tudo delas pela internet e até dá noticia para amigos em comum. Que invasão! E que coisa chata também… Não dá para marcar um café? Não precisa forçar, mas se surgiu uma interação pela própria rede por que não aproveitar e levar para a vida real o que começou na vida real?

ps.: parece clichê mas é clichê mesmo.

Comments

comments

Lookbook: Barbara Bonner

Lembram que eu falei da bolsa de franja da Olivia Palermo? A marca é Barbara Bonner, uma designer italiana bem bacana, que produz bolsas que tem um pouco de tendência sim, mas que não pesa no visual ou cansa com facilidade. Bolsas para usar, durar e passar para outras gerações. Olhem só as belezinhas:

Barbara Bonner | Fringe Bags | Olivia Palermo Barbara Bonner | Fringe Bags | Olivia Palermo Barbara Bonner | Fringe Bags | Olivia Palermo Barbara Bonner | Fringe Bags | Olivia Palermo Barbara Bonner | Fringe Bags | Olivia Palermo Barbara Bonner | Fringe Bags | Olivia Palermo

Comments

comments

1 2 3 986