Esmaltes aqui na França

A inspiração pra este post veio de algumas mensagens no twitter comentando o preço dos esmaltes no Brasil; ora, por aqui, sem fazer conversão cambial, os esmaltes tem o precinho bem salgadinho, e manicure é artigo de luxo, sendo que uma sessão de cuidados pode sair à partir de 40€. As unhas postiças ficam à partir de 50€, e aqui é bastante comum ver as mulheres com esses implantes, algumas até perguntam como fazemos pra colar tão direitinho nossas unhas, e se surpreendem quando dizemos que nós mesmas somos responsáveis por elas, sem colar nada!

Quando cheguei trouxe na bagagem o básico em termos de manicure/pedicure: 3 alicates, que foram devidamente aposentados há 3 meses, espátula, palitinho, lixas, base e 4 cores de esmalte: vermelho da Colorama (tenho tantos agora que não sei qual chegou primeiro), Renda (básico dos básicos), Cristal e Menta (da Risqué). Sobrevivi bem o começo com eles, mas como tinha que montar a casa (literalmente, montar os móveis, não todos, o marido fez grande parte) passava a maior parte do tempo só com base mesmo. Até a primeira ida à Sephora.

A coleção Sephora tem não só todas as cores do arco-íris como todos os tons que os olhos femininos (alguns masculinos também) são capazes de identificar, são quase 90 esmaltes diferentes e gosto bastante porque tem uma boa cobertura, às vezes uma camada é suficiente, e secam bem rápido, mesmo durante o que calor (tão achando que não faz calor aqui??). Mas tem um detalhe importante: cada frasquinho vem com 5ml de esmalte, e custam 4,90€, quase 1€/ml. O que gosto bastante nos frasquinhos: tem um formato que facilita na hora de segurar o vidrinho enquanto damos as pinceladas, e acho a disposição das cerdas do pincel muito boas pra facilitar a cobertura.

Outra marca que gostei bastante é a Bourjois, experimentei a versão mini, com vidrinhos gordinhos e pequeninos de 3ml e que custam 3€, que tem cores diferentes das coleções So Lacque Ultra Shine, 10 dias, e 1 Seconde, que ainda testarei! Eu amo muito coisas mini, mas comprei por causa das cores mesmo, bem verão. Também secam bem rápido, mas o pincel é um pouco menos prático, a haste é mais curta e eu não achei isso tão feliz, mas a cobertura é boa (testei o verde e o laranja) e as cerdas são dispostas como as da Colorama ou Risqué, mas em menor volume.

Por aqui também encontramos Colorama, que é da Maybelline, mas a variedade de cores que encontrei até hoje não desbanca de jeito nenhum as outras marcas que encontramos, como Mavala (cerca de 10,90€) e OPI (13,90€), que ainda não testei (da Mavala eu já usei o removedor de cutículas e gostei).

Minha sugestão então é a seguinte: se está vindo por estas terras, compre o vidrinho grande, acima de 10ml; apesar de um pouco mais caro, vai durar bastante tempo, e durante o calor eles secam rápido, mesmo se passamos duas camadas. Esqueça o câmbio, e não se desespere pensando que nunca vai usar todo o frasquinho, eles duram bastante tempo e não endurecem, mesmo chegando ao final do conteúdo!

Comments

comments

2 comentários on Esmaltes aqui na França

  1. Ana RivetteNo Gravatar
    28/07/2011 at 12:03 (993 dias ago)

    Adorei as versões mini, os vidrinhos são uma graça. Eu quero!! Bjos

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados! *






Comentário *