#camisviaja: Paraty

Quem me acompanha viu que eu viajei durante alguns dias em julho e eu queria comentar um pouco sobre a minha viagem de férias. Quando eu e Leo montamos o roteiro, pensamos em cidades que pudéssemos aproveitar e descansar, nada de agito. Escolhemos Paraty, Penedo e São Lourenço. Fomos de carro e foi melhor assim, na ida para Paraty paramos rapidinho em Petrópolis para almoçar. A viagem ficou mais longa sim porém mais gostosa.

Paraty entrou no roteiro porque ambos queriam conhecer. Eu gosto de cidade histórica, natureza e mar (não para entrar, gosto de contemplar mesmo), sabia que Paraty tinha este perfil então seria perfeita esta junção. Reservamos três dias de viagem para a cidade e foram suficientes.

Blog Sim, Senhorita | Viagem | Travel| Camila Gomes | Paraty

ONDE FICAR: ficamos na Pousada Villa Del Rey, uma pousada simples dentro da cidade, próximo da BR101 e uns 15-20 minutos de caminhada do centro histórico. É uma pousada simples, mais nova, com quarto e banheiro grandes. O café é bem resumido e eu ficaria insegura de andar à noite na região sozinha. O pessoal da pousada falou que é tranquilo, que Paraty é muito pacata mas eu não gosto de dar sorte ao azar. Recomendo pousadas mais próximas ao centro histórico.
Blog Sim, Senhorita | Viagem | Travel| Camila Gomes | Paraty
LUGAR IMPERDÍVEL: Para os dias que ficaríamos lá, reservamos um para a realização do passeio de escuna para conhecer a região de barco. Para nós dois, foi o ponto alto da viagem! Escolhemos a Banzay, as informações no site que é um dos mais completos. Apesar do vento insistente, foi realmente muito bonito e relaxa demais. Não nadamos nas paradas de mergulho, fiquei só imaginando a hora de sair da água (o vento era frio). Apesar disso, foi melhor o passeio nesta época, a escuna tem dois níveis e o mais bacana é ficar na parte de cima, só que no verão deve torrar! O passeio dura umas 5 horas e no barco serve almoço, petiscos e bebida (comemos isca de peixe bem farta e deliciosa caipirinha, preço bem honesto). Ao final do passeio eles servem frutas e café de cortesia. Para todas as épocas recomendo um casaquinho para o final de tarde pois esfria um bocado. O passeio custa 50 reais e sai as 11h da manhã do Porto de Paraty.
Blog Sim, Senhorita | Viagem | Travel| Camila Gomes | Paraty
COMER: Eu esperava mais de Paraty. Bem mais para ser exata. Fizemos uma busca e selecionamos lugares para ir. No primeiro dia fomos ao Bendita´s, pedi peixe e Leo pediu carne, os pratos estariam muito bons, se o ponto não estivesse além do bem passado, deixando a carne e o peixe bem secos. No outro dia fomos ao Oui Paraty tem foco nos crepes franceses, estava gostoso mas nada inovador, veio uma saladinha e usam o trigo sarraceno na massa que a deixa extremamente leve (me lembrou os crepes do Le Ble Noir no Rio de Janeiro). É uma boa opção para quem quer uma comida mais leve. Comemos também no Barril Pub, fomos pela promoção de duas caipirinhas por uma, mas a isca de peixe estava bem pequena, quase petisco individual.
Fomos ao Istanbul, que tem foco em comida turca, gostei de tudo que comi lá, Leo ainda não achou o kebab parecido com o de Dresden. O preço é bem honesto, lugar simples e pequeno, aceita somente dinheiro. Comemos doces mais finos e gostosos na Livraria da Marés, mas achei caro pelo tamanho (o local é uma graça!), tomamos Sorvete Finlandês (que é de Penedo), gostoso e preço honesto e mais sorvete no Pistache, mas este eu não achei tão bom como dizem. E não recomendo o Café Pingado, o atendimento é tão ruim que não vale a pena nem em ultimo caso. Ah, a cidade conta com uma cachaça composta que se chama Gabriela, que leva cravo e canela na composição. Vale a pena provar, até eu que não sou muito fã de cachaça pura gostei bastante, é comum o drink Jorge Amado, um tipo de caipirinha que usa limão e maracujá junto coma Gabriela (é refrescante mas fiquei só com o gosto do maracujá na boca).
Blog Sim, Senhorita | Viagem | Travel| Camila Gomes | Paraty
SPECIAL TIP: Leve sapatos confortáveis e baixos. O centro histórico de Paraty tem as ruas com pedras enormes e irregulares no calçamento, impossível andar de salto, anabela, plataforma ou qualquer sapato que não deixe o pé bem seguro. E como é uma cidade à beira do mar, dispensa tanta produção, vale a pena aproveitar o clima e deixar a pompa de lado.
Vocês tem dicas de Paraty para compartilhar? Me conte nos comentários! Semana que vem tem Penedo <3
(fotos Camila e Leo)

Comments

comments

More about Camila Gomes

Camila Gomes é mineira, mora em Belo Horizonte e se formou em Artes Plásticas. Cresceu vendo sua mãe costurar e escutando histórias sobre sua avó estilosa. Acredita que a moda é um modo de se comunicar assim como cuidar da beleza é reservar um tempo para si. Mesmo que sejam apenas cinco minutos... Quer conversar mais comigo? Me mande um email! contato@srtasenhorita.com

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *