#camisviaja: Penedo

Segunda etapa da viagem: Penedo. Penedo é um distrito de Itatiaia, localizado ao sul do estado do Rio de Janeiro. Bom… Por que fomos para Penedo? Porque a cidade nos pareceu charmosa, segundo fontes é a principal colonia finlandesa no Brasil, fica próximo ao parque do Itatiaia (fazer trilha) e tem clima mais friozinho bom para relaxar, namorar, comer e dormir (quer coisa melhor? rs). Só que a realidade foi diferente…

ONDE FICAR: Acho que deveria mudar para onde NÃO FICAR… Reservei um quarto na Pousada Lapônia através do Booking. Fotos bacanas, resenhas positivas dos hospedes. Não sei se sou eu que tenho uma exigência alta, mas esperava um quarto mais novo, mais claro, com um banheiro mais digno. Eu nunca fui de ligar para hotel, já fiquei várias vezes em Formula 1, mas a Lapônia… O banheiro foi mais caótico: azulejos quebrados, a tampa do vaso não ficava em pé, o box berrava tanto que eu achei que fosse quebrar, o armário da pia (que era de plástico) estava caindo. Para finalizar, algumas coisas no café da manhã foram tensas: suco de pozinho (tipo Tang), umas cestas com telinha de proteção super difíceis de manusear e o bolo de chocolate com notas de truta. Isso mesmo, notas de truta. O bolo cheirava peixe, já vi isso acontecer por mal acondicionamento, guardar o bolo aberto próximo ao peixe pode ter deixado o cheiro. O curioso foi que Leo avisou, eles tiraram e pouco tempo depois voltaram com o bolo. Ainda bem que era o nosso último dia.

A cidade parece que parou no tempo, me senti nos anos 80. Talvez Penedo foi sim uma cidade incrível, mas muita coisa ficou para trás. Parte do comércio não abre durante a semana, por isso as tarifas são mais baixas (mas mesmo assim são caras para o que vimos). O potencial é grande, Penedo não pode se perder…

Blog Sim, Senhorita | Viagem | Travel| Camila Gomes | Penedo | Rio de Janeiro | Pequena Finlândia

LUGAR IMPERDÍVEL: Fomos até Visconde de Mauá e foi tão gostoso, lá tem um clima de interior (e não decadente) gostoso, ai seguimos para Maringa (RJ) e Maromba que são mini distritos super gracinhas, com comercio bem agitado e alguns restaurantes. Comemos uma isca de truta no simpático restaurante Brilho do Sol  em Maringá (RJ) e almoçamos no restaurante Gosto com Gosto, da chef Mônica Rangel (ela é uma da juradas do programa Cozinheiros em ação, comandado pelo Olivier Anquier no GNT). O foco do Gosto é comida mineira e eu confesso que fiquei com medo de encarar uma comida mais pesada como o tropeiro (enjoo demais em estrada – não estou grávida ok?), ai escolhemos a Picanha de porco grelhada ao molho de frutas silvestres acompanhado de batatas coradas, farofa de cebolas douradas e arroz. O molho de frutas silvestres é bem sutil, dá para sentir o docinho de leve, quem espera frutas no meio, esqueça. A batata é cortada em cubos, frita e colocada no meio da chapa, ai ela pegou um pouco de molho e perdeu a crocância. Leo não curtiu, preferia a batata crocante, eu como boto molho, limão, pimenta e vinagre em tudo, não liguei. Até hoje eu tô aqui cobiçando o tropeiro da outra mesa, aposto que estava bem mais leve do que como em BH. Voltarei para dormir e explorar mais Mauá, comer tropeiro e cair de boca com força no balcão de doces que são liberados para quem pede o prato principal. Também fomos a uma cachoeira (véu da noiva) e ao Museu Duas Rodas que fica uns 5km distante de Maringá. O museu é legal mas se o espaço fosse maior seria bem melhor para ver e fotografar (só aceita dinheiro, se não me engano era 18 reais individual e 35 reais casal). Ao lado tem uma parte de esportes radicais, não fizemos mas no site do museu explicará isso melhor. 

Blog Sim, Senhorita | Viagem | Travel| Camila Gomes | Museu Duas Rodas | Rio de Janeiro |

COMER: Eu já falei de Mauá, vou falar de Penedo com muita ressalva. Quem é de BH deve conhecer o Pizzarella, um restaurante bem tradicional daqui que mantêm a decoração desde os anos 80 com aquelas cadeiras e mesas de madeira pesada, uma meia luz que eu não sei se é para dar um clima romântico ou se é para camuflar sujeira e o papel cobrindo a mesa (Pizzarella tirou isso… dá um nervoso sem fim!). Fomos ao Bella Cittá e comemos um rodízio de foundue, nada de muito excepcional e eu cheguei a conclusão que não vale a pena pegar rodízio se você come pouco… Na segunda noite comemos no Casa do Fritz que tem especialidade em comida alemã, razoável, mas a apresentação dos pratos eram ruins, pedimos uma porção de salsishas e ela veio super solta na travessa que era enorme para a quantidade e o schnitzel geralmente é carne empanada acompanhada com batata frita geralmente não leva nenhum molho e este tinha molho de tomate com páprica de leve por cima. O prato serviu duas pessoas (eu não estava com fome) e ao final comemos uma torta . Já no último dia fomos ao Aglio e Olio pois queria comer massa. Li nas resenhas do Tripadvisor que um prato servia duas pessoas, perguntamos ao garçom e este fez uma cara de que não, pedimos o fettucine paillard para dois… Resultado? Sobrou um tanto que uma pessoa comeria tranquilo o resto que deixamos isso porque comemos muito. Eu gostei, a massa estava boa, o molho branco saboroso e veio um parmesão bem delicia para jogar por cima, o valor também era bem honesto.Blog Sim, Senhorita | Viagem | Travel| Camila Gomes | Visconde de Mauá | Rio de Janeiro | Gastronomia | Gosto com Gosto

Vamos falar de doces? Fomos à Fábrica de Chocolates e achamos que a fama sobressaí ao produto, o atendimento não foi dos melhores, os preços são um pouco altos e só aceita dinheiro. A fábrica de chocolate estava fechada para visitações… Para compensar, lá no centrinho de Penedo tem o Tonttulakki que tem uma loja de chocolates (bons mas caros…) e o Jäätelö que funciona uma sorveteria que oferece também café e pequenos lanches, bom sorvete! Lembra do Sorvete Finlandês? Eles são de Penedo, mas lá só tem o sorvete no quilo, sendo que você não pode servir, isso fica a cargo de uma pessoa que coloca o sorvete e a unica autonomia que temos é para colocar as coberturas. Me pareceu proposital, o rapaz colocou bolas enormes e o sorvete deu uma fortuna…

SPECIAL TIP: O Parque Nacional do Itatiaia é bem próximo, tem boas atrações mas poucas informações para turistas. Se você quer fazer uma trilha, é bom se informar dos horários-limite, se é necessário guia e levar lanche pois não tem pontos para comer no parque. O site é limitado, mas vi algumas informações em sites de aventuras. Vale a pena baixar mapas pois internet lá é muito ruim.

Blog Sim, Senhorita | Viagem | Travel| Camila Gomes | Penedo | Rio de Janeiro | Parque Nacional Itatiaia

(Fotos: Camila e Leo <3)

Comments

comments

More about Camila Gomes

Camila Gomes é mineira, mora em Belo Horizonte e se formou em Artes Plásticas. Cresceu vendo sua mãe costurar e escutando histórias sobre sua avó estilosa. Acredita que a moda é um modo de se comunicar assim como cuidar da beleza é reservar um tempo para si. Mesmo que sejam apenas cinco minutos... Quer conversar mais comigo? Me mande um email! contato@srtasenhorita.com

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *