#belorizontices: Osteria Casa Mattiazzi

Existem lugares que são super bem cotados, amigos falam bem e lógico que rola uma curiosidade básica. Osteria Mattiazzi é um destes lugares e a fama deles é forte na massa, o cozinha tem a supervisão de um italiano, o Massimo Battaglini. Fomos a Osteria Casa Mattiazzi numa sexta para conhecer o que para muitos é a melhor massa de BH.

Pedimos o couvert, simples: pães da casa, azeitonas, aliche, manteiga e mais alguma outra coisa que eu não me recordo. Bem simples. e Escolhi o Papardelle di Alta Langa (que é um talharim mais largo com molho de funghi e vitelo) e Leo foi de Gnocchi con Gorgonzola, Radicchio e Noci (Nhoque com molho de gorgonzola e nozes). Confesso que estava numa super expectativa e sempre quando estou nesta vibe eu quebro a cara. Pior que sobrou até para o Leo, na verdade mais para ele, o nhoque estava bom, só esperávamos que o gorgonzola aparecesse até a ultima garfada, mas infelizmente ele só mandou lembranças.

Blog Sim, Senhorita | Belorizontices | Belo Horizonte | Camila Gomes | L’Osteria Casa Mattiazzi

Já o meu estava cheio de molho, além do necessário. Funghi é uma delicia, mas em excesso fica enjoativo, até o vitelo que é uma carne com sabor mais forte foi abafada. A massa eu dei uma limpada com garfo para senti-la mais pura, estava perfeita, sabor gostoso, no ponto (al dente) e fiquei ali imaginando como seria aquela belezura mais sequinha. Possivelmente um prato que poderiam colocar no menu do paraíso. Ambos pratos de bom tamanho, come-se sem passar fome depois.

Blog Sim, Senhorita | Belorizontices | Belo Horizonte | Camila Gomes | L’Osteria Casa Mattiazzi

Sobremesa foi o tiramissu, estava gostoso, doce na medida e bem farto, um dos mais gostosos que já comi. Daria até para dividir para duas pessoas. Gosto de fartura na sobremesa. Hehehe… Escolhemos a jarra de vinho da casa. Era um vinho italiano, 500 ml por 32 reais. O vinho era honesto, nada de excepcional e deu conta do que queríamos para a noite.

Sobre os valores dos pratos: achei e ultimamente tô achando os valores cobrados nos restaurantes bem caros. Os pratos que mais gostamos giravam entre 60-65 reais. Não vejo os ingredientes como extremamente excepcionais, a preparação é mais simples (tirando o nhoque que é mais chato, mas duvido que ele seja feito na hora…) e a apresentação assim como o local são simples, nada de muito especial ou refinado.

Blog Sim, Senhorita | Belorizontices | Belo Horizonte | Camila Gomes | L’Osteria Casa Mattiazzi

Ainda sobre o ambiente, a casa é pequena, escura e tem a trilha sonora de músicas italianas, até ai ok se não estivesse alto. Isso num ambiente pequeno é terrível, pois as pessoas tendem a falar mais alto para que a outra pessoa a escute, junta com bebida, imagina o ruído?! Mas como era nosso dia de azar, lógico que piorou. A parte de sucos é feita no mesmo ambiente do salão, pensa numa centrífuga barulhenta a mil preparando muitos sucos de laranja? Degradável. O serviço é bom, os garçons são atentos, educados e não forçam a situação.

Não sei se foi azar ou se há uma supervalorização de certos locais em BH. Tô me questionando isso já faz um tempão e foi delicado escrever este post, não fiz curso de gastronomia mas leio bastante, faço compras em supermercados/empórios/feiras para saber preços de ingredientes e descobrir novos, como de tudo e sempre topo uma novidade. E por já ter experimentado muita coisa e em vários lugares, fiquei decepcionada pois a propaganda não acompanhou o produto. Ou talvez seja necessário ter um retorno mais sincero, vejo que muita gente não fala a verdade para não parecer que não conhece ou ir contra ao senso comum. Enfim, acontece não é?

Categoria: casal, amigos, família, comida tipica, massas

Ponto Forte: Tiramissu, salvou a noite. A massa é boa, mas os recheios não estavam na mesma sintonia.

Ponto Fraco: Local mais escondido e pequeno, melhor fazer reserva.

Gasto Médio: R$120,00 por pessoa

Onde fica:

R. Soledade, 28 – Santa Efigênia, Belo Horizonte – MG, 30260-190

Comments

comments

More about Camila Gomes

Camila Gomes é mineira, mora em Belo Horizonte e se formou em Artes Plásticas. Cresceu vendo sua mãe costurar e escutando histórias sobre sua avó estilosa. Acredita que a moda é um modo de se comunicar assim como cuidar da beleza é reservar um tempo para si. Mesmo que sejam apenas cinco minutos... Quer conversar mais comigo? Me mande um email! contato@srtasenhorita.com

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *