Bem Viver, Pensatas

#bemviver: Metas para 2017

Ano passado eu consegui bater a minha grande meta que foi a conclusão da Volta da Pampulha. Treinei e deu, com dor mas deu. E agora? O que eu quero para 2017? Eu gosto de ter metas, planejamentos, nem que seja para desesperar pela minha malandragem e correr atrás, sou destas pessoas que fica muito incomodada quando se auto-enrola. Preparei uma lista com as minhas metas para 2017 e o que farei para atingi-la:

  • Manter meu peso: Na verdade quero me empenhar na musculação para trocar gordura por massa muscular. Consequentemente vou reduzir medidas pois o volume do músculo é menor que o de gordura. O foco é trocar a Camila Gelatina pela Camila Carne de Segunda, mais durinha e firme. Para quem não sabe, já pesei quase 90 kilos e minha pele sofreu tanto com o excesso de peso como o efeito sanfona.  Estou satisfeita com meu peso, com minhas medidas, mas quero melhorar alguns aspectos. Para alcançar meu objetivo eu vou: fazer musculação, cuidar da alimentação e tentar uns tratamentos estéticos (ainda pesquisando sobre este assunto).
  • Melhorar na corrida: Este ano o foco é redução de tempo. Quero encarar provas menores com mais frequência (umas quatro no ano eu acho que tá de bom tamanho $$$) e medir meu tempo, diminuir aos poucos. Encararei provas com estilos diferentes com trilhas e obstáculos, quero pelo menos uma das quatro que pensei. Entendo que não tenho muito tempo para treinar/malhar e vai ser esta a forma que terei para me motivar na corrida. Para alcançar meu objetivo eu vou: manter meus treinos de 2 a 3 vezes por semana, monitorar o tempo através de planilha e fazer musculação.
  • Dar um jeito na minha postura: este ano é o fim da Camila de Notre Dame. Muita gente não gosta de fotos pois se vê feio, gordo, no meu caso eu me vejo tão corcunda. É triste e sinto que é mais difícil pois exige um monitoramento constante. Eu sempre fui corcundinha, foram anos de cadeiras ruins na escola, faculdade e trabalho. Sempre curvada por uma altura desproporcional dos móveis com relação ao meu corpo. Vieram dores que pessoas da minha idade não tem (tipo dor nas costas, joelhos e mãos). E confesso que foi por causa de dor que eu comecei a malhar de novo. Para alcançar meu objetivo eu vou: fazer musculação e criar estratégias para me lembrar da postura correta (tipo lembretes no celular, associar meu alerta de correção a uma cor: ao ver algum objeto vermelho, devo corrigir minha postura, isso é bom para os momentos que estou na rua e não escuto ou posso pegar o celular).

Praticamente tudo passará pela musculação. Vou conversar com a Raquel para que ela monte um treino que atenda estas necessidades num tempo de gente real, não de blogueira fitness. Valorizo muito o profissional pois ele tem que entender a demanda do aluno, o tempo dele e a capacidade. Raquel tem este perfil, mas tem que ter força de vontade, só o profissional não faz milagre.

Talvez os meus objetivos atuais sejam mais difíceis, mas vou fazer o possível para conseguir. Não serei xiita, não ficarei horas na academia e nem me alimentarei de frango, batata doce e whey. Tenho minha vida profissional e pessoal, adoro comer e beber e não vou me privar. Ano passado também teve uma mudança alimentar interessante, estou escolhendo melhor meus alimentos, reduzi bebida alcoólica e doces. Hoje eu vejo o que eu comia, hoje não dou conta. A mudança foi psicológica: quando vejo algo que é muito grande e/ou calórico, eu penso: como ou não? Tô com real vontade? Dá para segurar as pontas? Tem alguém para dividir comigo? Faço isso para comer de tudo, ultimamente não me privo de nada, apenas reflito melhor sobre as escolhas, o momento que elas acontecem e o tamanho delas junto com as consequências que elas geram. No final das contas, tô seguindo a tal moderação. Espero encontra-la em breve pelo caminho.

<3

(imagem pesquisa google)

Comments

comments

3 Comments

  1. CLAUDIA DO NASCIMENTO PEREIRANo Gravatar

    17/01/2017 at 09:57

    Oi Camila! Já pensou em usar alguma cinta postural por um tempo?? Utilizei quando tive uma crise de coluna, ano retrasado, e percebi que acabou ficando meio que automático corrigir a postura depois disso. É chato, quente, incomoda, mas faz um bom efeito na educação postural. E é uma alternativa bem mais barata que o pilates. Outra coisa que vou começar a fazer é yoga, especificamente Iyengar yoga. Alonga bastante e fortalece o núcleo do corpo, então ajuda demais na postura. Fora que trabalha muito a musculatura. Fiz uma aula experimental e saí totalmente destruída, rs.
    Beijo

  2. Camila GomesNo Gravatar

    18/01/2017 at 10:50

    Eu nunca usei cinta postural, mas pode ser uma ótima, pelo menos por um periodo do dia que estou sentada trabalhando. Sobre pilates, ioga, eu já fiz aula de power ioga e foi destruidor também. Vemos e não entendemos como algo que parece tão leve e simples pode ser tão forte né? Ficarei na musculação por conta de custos, já paguei um ano de academia, ai complica demais colocar mais um gasto.

    Mas tudo dará certo!

    Obrigada pelo comentário tão rico! <3

  3. DaianeNo Gravatar

    19/01/2017 at 16:09

    A minha principal meta para esse ano e perder peso, pelos a sua e manter..rs
    http://senhoritadoslacos.blogspot.com.br/
    Bjos

Leave a Reply