#viaja: Prado por Leo Araújo

Prado foi a minha primeira praia. Já perdi as contas de quantas vezes fui a esta pequena cidade no sul da Bahia. Enquanto a maioria dos mineiros iam a Guarapari e Cabo Frio, minha família ia a Prado, Bahia. A distância é longa, aproximadamente 800 km, muito sol e algumas aventuras no caminho. Dependendo das condições, a viagem de carro leva de 10 a 12 horas (incluindo paradas) e aproximadamente 15 horas de ônibus, com a vantagem de ser à noite e com sono as horas passam mais depressa.

Para quem vai de carro, saindo de Belo Horizonte, a jornada merece uma pausa logo no início para tomar um café no Belleus (em São Gonçalo do Rio Abaixo, 11 km após a entrada para Barão de Cocais, caminho para o Caraça). As empadas são deliciosas, e o pão-de-queijo não fica muito atrás. Daí pra frente não me recordo de nenhuma boa opção para indicar. Chegando a Nanuque (o local mais quente na face da terra) avistaremos alguns inselbergs (montanhas de pedras monolíticas que emergem do solo) que compõem a Serra do Aimorés. Passando Nanuque já estaremos na Bahia e Prado mais em breve.

ONDE FICAR: O bairro Novo Prado conta com várias boas pousadas, a praia é melhor que a praia da cidade e ainda fica perto suficiente para ir à pé ao centro da cidade. A minha preferência é pela Pousada Casa de Maria, é um lugar tranqüilo e aconchegante, mas para quem tem crianças indicaria outras pousadas como a Guaratiba ou Novo Prado, na mesma rua.

LUGAR IMPERDÍVEL: Basicamente são duas praias: a Praia da Cidade e a Praia Novo Prado, sendo a segunda a minha preferida. Mas apesar das divisões, a extensão de areia é contínua, desde a foz do rio Jucuruçu até o farol, ao lado do camping, onde começam as falésias. Existem ainda algumas praias relativamente próximas, como a Praia da Paixão e a Praia do Tororão.

COMO SE LOCOMOVER: A cidade é pequena, então dá pra andar a pé pra todo lado. Precisará apenas de carro para ir ás praias mais distantes. Para Cumuruxatiba é possível ir de ônibus também.
COMER: O Beco das Garrafas é o local onde se concentram a maiorias dos bons restaurantes. Meu preferido é o Banana da Terra. Para tomar um café, o Belo Café é uma boa opção.
COMPRAS: Na Rua Dois de Julho, rua da Igreja Matriz, é onde concentra-se o comércio de souvenires.

NOS ARREDORES: Muitas pessoas que gostam de um clima mais relaxante preferem passar direto, fugir da cidade e ir a Cumuruxatiba, distrito de Prado. Não apenas o clima, mas também o mar é mais tranquilo, uma grande psicina, e a paisagem imperdível. Se você foi até Prado, portal do descobrimento do Brasil, não se restrinja às praias da cidade, aproveite para ir à barra do rio Caí, local onde Pedro Alvares Cabral fez a primeira parada, após avistar o monte Pascoal, seguindo para atracar em Porto Seguro. A praia mais bonita fica ainda mais ao norte, Ponta do Corumbau. O acesso é ainda mais difícil. Já fui de carro e escuna, acho que é mais interessante ir pelo mar, apesar do possível enjoo. Algumas pessoas que vão à Prado aproveitam para fazer o passeio a Abrolhos, saindo de Caravelas. Se quiser ver as baleias Jubarte, busque ir entre os meses de julho e novembro.

Comments

comments

More about Camila Gomes

Camila Gomes é mineira, mora em Belo Horizonte e se formou em Artes Plásticas. Cresceu vendo sua mãe costurar e escutando histórias sobre sua avó estilosa. Acredita que a moda é um modo de se comunicar assim como cuidar da beleza é reservar um tempo para si. Mesmo que sejam apenas cinco minutos... Quer conversar mais comigo? Me mande um email! contato@srtasenhorita.com

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *