#viaja: Punta del Este | Uruguai

Como comentamos no post “Colonia del Sacramento” (clique para ler!), escolhemos duas cidades fora Montevidéu para conhecer no Uruguai. Já falamos de Colonia e agora é a hora de contar sobre Punta del Este, uma cidade que é super conhecida pelos Brasileiros.

Punta del Este é um balneário de luxo que ganhou fama tanto pela sua infraestrutura como com pelos visitantes ilustres. A Villa Ituzaingó foi fundada em 1829 por Don Francisco Aguilar em 1907 passou a se chamar Punta del Este. Além das praias, a cidade conta com atrativos como o cassino Conrad, noite agitada e comércio de luxo. Nós chegamos em Punta de carro, mas também é bem interessante chegar no Uruguai através de Punta e seguir para Montevidéu.

Carro que alugamos, o Tic-tac rs

Assim como em Sacramento, vários lugares estavam fechados, principalmente na região de La Barra. Fomos e voltamos, nem um gelato do Freddo conseguimos tomar, os três que tinham estavam fechados. Queríamos um lugar bacana e terminamos no Burguer King. Comemos um sanduíche que levava cebola caramelizada, um que não tem no Brasil. Podia ter mais cebola… Mas valeu a experiência, agora vamos ver os dias que as “cidades abrem” nas próximas viagens.

Porto de Punta

Visitamos o porto de Punta, cheio de barcos e iates bacanas, bem perto tem a Plazoleta Gran Bretaña que tem uma vista bem bonita do litoral. Subimos e fomos ao Farol, este não tinha como subir, só rendeu fotos mesmo. Chegando na Praya Brava, fomos conhecer o  Monumento Los Dedos, que deve ser o ponto turístico mais famosos de Punta. Também é chamado de La Mano, Dedos de Punta del Este ou Monumento ao Ahogado e foi feito pelo artista chileno Mario Irrazabál em 1982 , durante o Primeiro Encontro Internacional de Escultura Moderna ao Ar Livre de Punta del Este. Passamos na porta do complexo Conrad (Hotel e Cassino) mas nem fotos fizemos, é bem bonito e grandioso, bem como mostrava no programa do Amauri Jr (rs).

Monumento Los dedos

Completamos nosso passeio na Casa Pueblo, outro ponto turístico famoso de Punta. O artista uruguaio Carlos Paez Vilaró construiu a Casa Pueblo para ser sua casa de veraneio e atelier. Hoje funciona como Hotel, museu (paga-se entrada) e tem um café e restaurante lá dentro. Sendo MUITO sincera, não achei que vale a pena pagar para entrar, a parte do museu é pequena e muito focada em vendas de pequenos originais e reproduções. Fora que ao lado tem um espaço que você pode contemplar a vista e pôr do sol da mesma forma. Em tempo, o café é sofrível e tem um valor mínimo de consumação para pagamento em cartão de crédito. Para o turista isso é ruim. No Uruguai temos abatimento de impostos no pagamento de diárias em hotéis, aluguel de carro e em restaurantes, ao pagar em dinheiro eles não fazem este desconto.

Vista da Casa Pueblo

Talvez trocasse o passeio em Punta pela visita na Bodega Garzon que ficava bem próximo. O problema é que perdemos bastante tempo procurando os lugares abertos, isso desmotiva. Daria para fazer Punta + Gar Meu primo comentou que gostou muito da cidadezinha de Jose Ignácio, que era um vilarejo de pescadores próximo a Punta e se tornou um destino para quem quer fugir da badalação do balneário.

Comments

comments

More about Camila Gomes

Camila Gomes é mineira, mora em Belo Horizonte e se formou em Artes Plásticas. Cresceu vendo sua mãe costurar e escutando histórias sobre sua avó estilosa. Acredita que a moda é um modo de se comunicar assim como cuidar da beleza é reservar um tempo para si. Mesmo que sejam apenas cinco minutos... Quer conversar mais comigo? Me mande um email! contato@srtasenhorita.com

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *