#gastrô, Belorizontices

#belorizontices: Rolha Free + taxa de rolha em Belo Horizonte

Belo Horizonte esfriou e muita gente gosta de tomar um vinhozão para dar aquela aquecida. Mas nem sempre os valores cobrados pelos restaurantes correspondem ao nosso bolso. Até entendo que muitos lugares contratam sommeliers para elaborar uma carta de vinhos compatível com o cardápio, mas além do valor, tem o gosto. Pode ser que a pessoa tenha sim um hábito de comprar vinhos e quer encaixar na ocasião um vinho da adega pessoal. Para isso, muitos lugares abrem o espaço para o vinhos de clientes cobrando uma taxa de rolha por garrafa (para gelar e oferecer taças) ou liberam a taxa sob consumo mínimo ou não. Ai elaborei uma listona a partir de uma postagem do grupo de restaurantes que faço parte e pesquisei outros. Não coloquei os endereços, mas basta olhar no google para saber como chegar.

ROLHA FREE (não cobram taxa de rolha)

  • Madero
  • Alguidares: não cobra taxa, sugere gorjeta para o garçom.
  • Armazem Numero Oito: rolha free.
  • Bar do Marcinho (Macacos)
  • Borracharia Gastropub
  • Degli Angeli Cantina: negociada isenção ou redução por consumo na casa. Membros do clube de vinhos Sociedade da Mesa não pagam rolha.
  • Farroupilha Grill Pampulha.
  • Gomide: isenta em qualquer dia desde que não esteja participando de alguma promoção (Restaurant Week, Duo Gourmet, etc).
  • L’ Entrecôte de Paris: negociada isenção ou redução por consumo na casa. Membros do clube de vinhos Sociedade da Mesa não pagam rolha.
  • Outback: libera rolha desde que o vinho não tenha na carta e cada cliente consuma um prato principal.
  • Porcão BH: não cobra rolha para vinhos comprados no Super Nosso.
  • Quintal do Prado.
  • Sapore D’Itália: não cobra rolha, mas pela utilização das taças de cristal cobra cinco reais.
  • Sargas: não cobra rolha se há consumo na casa.
  • Verona Pasta e Pizza: não cobra rolha, deixe uma gorjeta para o garçom.
  • Vila Rica (Av. Fleming): negociada isenção ou redução por consumo na casa. Membros do clube de vinhos Sociedade da Mesa não pagam rolha.
  • Un’altra volta: não informou o valor mas aceita negociar, libera a rolha dependendo do dia e do consumo.
  • 68 Pizzaria: negociada isenção ou redução por consumo na casa. Membros do clube de vinhos Sociedade da Mesa não pagam rolha.
  • Parrilla e Pizzaria Verdemar: não cobram taxa de rolha se o vinho for comprado no supermercado que inclusive disponibiliza vinhos gelados.

ROLHA FREE em dias específicos

  • Agosto Botequim: terça feira.
  • Cantina Piacenza: de terça a quinta.
  • Divino: quartas e quintas.
  • Osteria Mattiazzi: rolha free quinta (na terça e na quarta, por 80,00, há menu completo com vinho ou espumante da casa liberado à vontade).
  • Omília: terça e quarta liberada, outros dias 30 reais.

TAXA DE ROLHA

  • Ah! Bon: R$35,00.
  • Alma Chef: R$70,00 – Membros do clube Sociedade da Mesa têm isenção da taxa de rolha.
  • Au Bon Vivant – R$40,00, ou isenção em caso de Confraria (A partir de 4 garrafas na mesa).
  • Badejo: R$30,00.
  • Baiana do Acaraje: R$30,00.
  • Benvindo: R$80,00.
  • Café com Letras: R$ 30,00.
  • Campagne  (Macacos): R$40,00.
  • Casa Cheia: R$25,00.
  • O Conde: R$50,00.
  • Dartaganan: R$ 50,00.
  • Est Est Est: R$60,00 para vinhos italianos e R$200,00 para vinhos não italianos.
  • Efigênia Bistrô -R$30,00.
  • Fogo de Chao: R$50,00.
  • Galeto Italia: R$30,00.
  • Glouton: R$60,00.
  • Hokkaido: R$ 25,00.
  • La Macelleria: R$40,00.
  • L’Entrecôte Bistrô: R$25,00 (terças, quartas e sextas – rolha free em uma garrafa)
  • Maharaj: R$40,00.
  • Maurizio Gallo: R$30,00
  • Mercearia 130: R$30,00.
  • Mocca: R$30,00.
  • Monjardim: R$ 35,00.
  • Olegário Pizzaria: R$40,00.
  • Pacifico Bar Cafe: R$40,00 (rolha free alguns dias – melhor consultar previamente).
  • Patuscada: R$50,00
  • Parada Cardoso: R$25,00.
  • Paratella: R$40,00. Consumindo um vinho da casa, rolha free.
  • Parrilla del Mercado: R$35,00.
  • Peixe Frito: R$ 20,00.
  • Provincia di Salerno: R$80,00.
  • Quinto do Ouro: R$28,00.
  • Rancho do Boi: R$ 50,00.
  • Restaurante do Porto: R$ 25,00, mas se pedir um prato de bacalhau para 2, rolha free.
  • Saatore: R$20,00.
  • Santa Fe: R$40,00.
  • Surubim na Brasa: R$30,00.
  • Toscanini: R$30,00.
  • Trindade: R$30,00.
  • Varandao (Hotel Othon): R$ 60,00.
  • Xapuri: R$ 39,90.

Ps.1: Muitos estabelecimentos oferecem a taça de vinho como uma opção mais enxuta de consumo, para quem quer só um vinho para acompanhar um prato ou que não tem companhia para dividir uma garrafa ou pegar uma meia garrafa que tem opções reduzidas e preços altos se comparado a garrafa normal. Não são as melhores opções, mas dá para o gasto. Geralmente o valor da taça gira entre 10 a 25 reais dependendo do vinho. Ai vale a pena fazer este esquema que pagar uma taxa de rolha ou até mesmo levar um vinho.

Ps.2: As vezes fico com preguiça de ver a carta de vinhos de certos lugares. Vinhos que não são caros com preços abusivos ou só opções caras, preços surreais. Parece que vinho bom tem que ser caro e que é vergonhoso ter opções mais econômicas no cardápio. Se uma casa trabalha com cervejas tipo skol, brahma e artesanais/importadas, por que não ter vinhos mais baratos, já tomei ótimos sem ter que vender meu rim. #ficadica

Comments

comments

Leave a Reply