Preparando a Wishlist para o Black Friday!

Black Friday surgiu nos Estados Unidos e o Brasil super adotou a ideia. Só que tem muita loja que não faz promoções super bacanas com descontos incríveis e a gente acaba perdendo tempo e até grandes ofertas que se esgotam bem rápido.

Pois bem, o Cupons Mágicos preparou uma mega campanha para o Black Friday 2014! Rolará uma seleção do melhor da Black Friday com os melhores preços num só site. Com o auxílio de uma wishlist de produtos desejo, você poderá se programar para comprar o que mais quer com preços ótimos, como celulares, eletrodomésticos e até adiantar as compras de natal!

blackfriday-mail-br

Ai junta a fome com a vontade de comer, o produto que você mais quer ou precisa com o melhor preço sem ter que perder horas pesquisando, ainda mais que o Black Friday é um dia só e quem perder só no ano que vem! Fora todo aquele empecilho de dificuldade de entrar em sites sobrecarregados, problemas na hora de fechar a compra por falta de produtos…

E como funciona? Basta se cadastrar no site Black Friday 2014 e adicionar produtos ou categorias a sua lista de desejos. Você pode fazer este processo várias vezes, ajustar a lista e deixa-la de acordo com o que quer. Ai o pessoal do BF2014 correrá atrás das melhores ofertas, descontos exclusivos e enviará um email personalizado com os preços campeões.

O cadastro no site vai até segunda-feira que antecede o Black Friday (dia 24 de novembro) e as inscrições são limitadas! Isso tudo para garantir que você receba a sua newsletter personalizada dos seus desejos com os melhores preços. E ai? Vai esperar? Corre para montar sua lista!

wish

Com ou sem bojo?

Uns dias atrás eu sai para comprar lingerie. Eu tomei gosto por calcinhas e soutiens bonitos, com rendas legais e cores variadas. Minha mãe sempre priorizou o conforto e me orientava para lingeries nada sexies. Leia-se: soutien sem bojo, calcinha grande e cores bege e preto, branco é legal mas encarde… Por ai vai…

Não que é tem ser a deusa do sexo o tempo inteiro, mas aquilo era era broxante até para mim, eu mesma pensava: assim nem eu me como. Ok, mantenho umas calcinhas conforto até mesmo porque não gosto de nada entrando ainda mais na época da menstruação. Ou melhor, tampa a bunda ou praticamente desnuda. Mix de calcinha da Bridget Jones com as mais micro piriguetes. Cada uma no seu quadrado.

SOUTIEN-01Mas soutien se tornou um fetiche. Descobri que podia ter SEIOS usando o modelo correto, que juntasse e levantasse os meus peitinhos tímidos. Ai é uma diversão, quero vários, mas sem aquela vibe de mostrar aleatoriamente na rua. Somente eu e alguém a mais. Pois bem, uma vendedora queria me convencer a levar um soutien rendado sem bojo simplesmente porque ele estava na promoção. Logo eu perguntei: e deste estilo, com bojo não tem?

Ela falou: você prefere com ou sem bojo? Por um momento eu achei que ela estava brincando comigo ou algo do tipo, não perguntei do bojo porra? Ela veio me falar que a gente tem que ter uns mais relax, que o peito também é lindo sem bojo, fica mais natural... Poxa, fiquei virada no Jiraya por conta disso. Seria eu uma “artificial”? Uma fakeeee?

SOUTIEN-02

Não. Eu sabia da realidade do meu peito e usava um apoio moral para deixá-lo mais bonito, afinal a pele do meu colo é lisa, macia e merecia um decote para dividir atenção com os meus quadris largos e a minha cintura fina. Não era só anatomia! Também era uma história de ver e gostar daquilo, se sentir um tanto quanto confiante ao valorizar algo que aparentemente não teria muito potencial. Aprendendo a lidar com seus problemas sem se revoltar ou chorar no cantinho do quarto. E mesmo sem o soutien eu saberia como lidar, dá sensualizar ao tirar (assistam os vídeos da Dita Von Teese e vocês entenderão o que digo). Veja bem, quase um equilíbrio adulto num papo mulherzinha. 

Quando falei com ela isso pensei o quanto eu estava maluca, aquela mulher nem me conhecia! Disse a ela que certos charmes, truques, bom humor e pequenos hábitos são verdadeiras armas de sobrevivência. Tipo falar pausadamente com quem grita ou briga comigo, a pessoa fica sem graça e ai eu ainda solto alguma piada com pitada sarcástica. Sou assim e aprendi isso com o tempo. Soutien com bojo é meu charme, passar óleo neles é um pequeno hábito e bom humor eu não conto, mas ele é muito bom… 

SOUTIEN-03

A moça entendeu o meu lado, a minha defesa. Olha só, me tornei uma especie de advogada do soutien push-up com bojo e ganhei a causa! Ela me mostrou o que tinha de bojo, eu não curti. Ai vi que ela ficou chateada, pois além da venda eu ainda comentei um outro fato da minha vida e ela se tornou uma confidente momentânea. Logo soltei mais uma daquelas frases quebra-gelo: e calcinha pequena? Tipo fio dental linda, sem ter cara de vadia? Tem ai?

SOUTIEN-04

Ela sorriu, perguntou o tamanho e continuamos a nossa conversa. Nunca uma shopping terapia foi tão engraçada e reflexiva. E é claro, eu comprei uma micro calcinha maravilhosa hahaha…

Ah, bons lugares para comprar lingerie: Loungerie, Água Fresca (tem Valisère e eu amo!), Corpo Bonito (tem loja no outlet do Leroy, os preços são ótimos), a marca Íntima Passion me mandou umas peças um tempo atrás e eu adorei (bonitos e vestem super bem) e até lojas de departamentos (loja Americanas, C&A, Renner e Marisa) dá para garimpar peças lindas e com preço honesto.

A vontade de ter uma bolsa de luxo…

Olha, não vou ser hipócrita tá? Eu já combinei que ia ser bem sincera com vocês e continuarei. Acho que este post demorou a sair justamente poque eu ainda não “podia” dizer o meu real ponto de vista. 

it bags | Louis Vuitton Chanel Gucci | Sim, Senhorita | Camila Gomes

Pois bem, eu sempre cobicei itens de luxo. Não pela ostentação, mas na maioria das vezes pelo peso da tradição. Uma bolsa Chanel é bonita (eu acho) e ela será Chanel para sempre, não precisa de modismos para ela se estabelecer, ela já se tornou imortal. Claro que tem épocas que elas ficam em maior evidência, é o inconsciente (marketing) coletivo lembrando a você que uma Chanel te deixa fina, linda, com ar de rica e sofisticada. Tipo Carolina Ferraz sabe? Chique sem fazer um pingo de força. Claro que tem gente chique sem mostrar uma marca, acho até mais legal.

listras-03

Eu já comprei bolsa falsificada e me arrependo por dois motivos: uma por tentar me enganar e outra porque ela era uma porcaria, joguei dinheiro fora. Então, me prometi que compraria bolsas originais, juntaria grana e iria sempre aos poucos nos itens mais clássicos e que combinassem comigo afinal não preciso de todos os modelos da Louis Vuitton para viver. E mesmo nas minhas compras baratas o clássico se sobrepõe sempre. Fico feliz pois de uma certa forma diminui a minha ansiedade consumista.

kate spade bag prada cat eye sunglasses valentino madreperola lace dress animale denim jacket villa vittini flats

Minha primeira bolsa de “luxo” foi uma Kate Spade. Comprei em um outlet próximo a NY. Preta, semi rígida, tamanho bom e alça para carregar na mão e no ombro. Depois eu me aventurei nos brechós de luxo no instagram. Comprei uma Louis Vuitton modelo Alma monogramada com a Fair Closet (instagram.com/faircloset). Ela veio mais detonadinha, manchada na base e com as alças mais escuras, comum no modelo que leva as iniciais da marca. De inicio eu estranhei e até rolou um arrependimento porque achei ela muito usada, mas logo detectei que ela tinha alcinhas na parte de dentro que possibilitaram a inserção de uma alça tiracolo, a bichinha é usada em exaustão. E outra, parecia bolsa antiga, que era da minha avó. Muito mais legal, podia até inventar histórias hahaha

ysl tribute inspired schutz animale pants mar by mac jacobs bag lilly sartyi animal print coat casa mangabeiras

Ai a próxima bolsa foi a do Marc Jacobs, uma pechincha com o Brechó da Diretoria (instagram.com/brechodadiretoria). Ela estava inteira, só descosturada numa parte da base. Era um modelo que sempre quis e pelo estado ela foi extremamente barata se compararmos as bolsas nacionais vendidas atualmente (como assim uma bolsa tamanho médio a grande custar mais de 500 reais? Zero design, pura cópia! tá louco?).

look da camis camila gomes sim senhorita chanel prada artsy schutz animale

Ai veio a Chanel, menina dos olhos… Eu fiz uma limpa no meu armário com intenções nela, já namorava a bag no Lebeh (www.lebeh.com.br) a tempos. O modelo não era tão clichê e o preço era caro sim, mas ok para a marca. Vendi a vida e foi uma decisão de comprar ou não pairou na minha mente. Pensei em fazer uma viagem, mas possivelmente iria somente aqui no Brasil e não sabia quando teria aquela quantia e coragem novamente para dar no meu objeto de desejo. Dei. E somos felizes! Já planejamos viagens juntas, ela já visitou o Rio e possivelmente iremos a algum lugar na America do Sul. Ano que vem, Europa, ela quer ver os parentes.

trench coat zara cavage celine animale maria filó valentino

Além delas, eu convivi com duas bolsas de luxo, ambas bolsas de aluguel. Uma clutch maravilhosa BCBG Max Azria pela Madre Store e uma Celine Nano Luggage com a Bobags. Eu sai com ambas sendo que a clutch foi para uma festa e eu achei que o sistema vale a pena para este fim, assim como alugar roupa de festa que geralmente é algo que não usamos muitas vezes. Então foi um bom negócio!

Já a Celine, eu fiquei bastante tensa de sair com ela. Ela estava nova, nem meio arranhãozinho e era uma responsabilidade enorme já que aquele aluguel foi uma cortesia (o da clutch também). O que me é emprestado eu cuido mais que se fosse meu. Sai com ela uma vez e a tensão não me deixou relaxar. As vezes se pagasse não ficaria tão neurótica. Fiz algumas fotos de looks, ensaiei mais saídas e até fiz fotos no espelho, mas o receio era maior que eu de sair com a bonita por ai.

Madreperola dress Valentino lace cavage heels bcbg max azria minas trend fashion look belo horizonte | Sim Senhorita Camia Gomes

Eu alugaria uma bolsa hoje para conhecer, caso tivesse um interesse em comprar. Muitas vezes não temos noção das dimensões, se a bolsa é fácil de abrir e fechar, peso, se é prática… Como no atual momento eu até sei qual bolsa quero, possivelmente comprarei usada com um pouco mais de história, só que não por agora. E se eu tiver uma filha (sinto que terei), ela vai herdar uma mini coleção bem legal, com histórias minhas entre monogramas.

Mais uma vez, ter uma bolsa, sapato ou qualquer item de luxo deve ser pensado com cautela. Vejo uma banalização do luxo, a cada dia as marcas lançam mais e mais modelos e existe um mercado que compra e exibe isso como se fosse algo normal/banal. Não é. Não pense que você tem que ter, pense no seu estilo e encontre-o. Depois selecione o que tem a ver com você, dia a dia e uso calculado pelo numero de produções e ocasiões que a peça estará na sua vida. Isso vale para o caro e para o barato, comprava um tanto de bobagem baratinha e no final ao vender eu via o tanto de dinheiro que perdia…

Luxo nesta vida é fazer boas escolhas. Não deixe ninguém te influenciar nisso, não dê o seu direito ao outro. De coração, Camis <3

1 2 3 52