#belorizontices: Burger´s Club

Eu fiz esta resenha, agendei e o wordpress simplesmente não a publicou. Enfim, está em tempo ainda. O Burger´s Club foi recomendado por um amigo do Leo e fomos lá conhecer. Lá segue a linha dos hambúrgueres gourmet que se espalharam pela cidade. O BC começou as atividades em 2013, antes do boom, o que o faz um lugar mais tradicional.

O ambiente tem decoração simples, com posters de grandes nomes da música (em especial o rock) que também inspiram os sanduíches também. Achamos o local escuro e caberia uma reforma, mas ok. Cada um escolheu seu sanduíche que vinha batata tipo chips, algumas estavam meio molengas. Não acho que este tipo de batata combina com sanduíche, prefiro a batata palito mesmo (mas isso é gosto).

Eu fui de Nina Simone (foto acima), um sanduíche que me pareceu menor pela descrição: Pão australiano, burguer artesanal de picanha 200 g, cebola caramelizada e queijo cheddar. Pude escolher o molho e o sal da batata. Peguei o picante mas achei que ele estava meio estranho e o sal foi o de ervas. O sanduíche é gostoso, pão australiano e cebola caramelizada é uma dupla que eu aprecio mundo. Como era de se esperar, eu deixei bastante batata. Não sei porque estes sanduíches são tão grandes, poderiam ser menores até mesmo para nos incentivar a comer a sobremesa.

Burguer Bob Marley

Leo foi de Bob Marley: Pão australiano, bacon, burguer artesanal, queijo cheddar, crispy onions, alface e tomate. Acompanha batata frita. O dele era maior que o  meu, mas tinha crispy onions que eu adoro (cebola tostadinha). Ele colocou uma observação legal: “cebola crispy com bacon e cheddar é uma combinação excelente”. Realmente é e o cheddar deles estava gostoso, sem um gostinho de plástico que é comum ao cheddar de baixa qualidade. Ele comentou que o sanduíche é muito grande e fica ruim de comer. É bem comum oferecer garfo e faca para comer sanduíche nestas hamburguerias gourmet, mas nem com talher funciona já que o sanduíche desmonta ao partir. Fora que é meio estranho, sanduíche é para comer com a mão, pegando todas as camadas numa dentada. Se foge deste sentido fica mais próximo de uma refeição mais longa.

“John Montagu, o 4º Conde de Sandwich, foi um aristocrata que tinha uma enorme paixão por jogos de cartas. E era tanto seu gosto para estes jogos, que ele se recusava a fazer as devidas interrupções para comer pelo que os seus servos lhe levavam a comida entre duas fatias de pão afim de que ele se pudesse ir alimentando sem ter que parar de jogar.” A origem das coisas (link)

Thiago escolheu o generoso B.B. King: Pão de batata, 2 burgers, 2 fatias de queijo e bacon. Acompanha batata frita. É o único no cardápio que tem duas carnes e isso o deixa gigante. Não sei como Thiago deu conta de comer, eu experimentei e estava muito bom também. A carne dos três estava bem temperada e no ponto que pedimos (ponto/bem passado) e o pão fresco, não esfarinhava.

Param quem está com fome, procura uma hamburgueria legal, eu indico lá. A minha sugestão é dar a oportunidade da pessoa escolher o tipo da batata e se tivesse uma carne menor seria bom, nem todo mundo quer comer para morrer e por incrível que pareça, qualquer 50 gramas faz diferença já que a digestão de proteína é muito mais difícil que carboidrato. Para quem quer comer em casa, tem o BC no Pedidos Já.

Burguer B.B. King

Categoria: lanche, hamburgueria, raio gourmetizador, delivery

Ponto Forte: qualidade do sanduíche

Ponto Fraco: só ter batata chips

Gasto Médio: R$40,00 por pessoa com refrigerante

Onde fica:

R. Major Lopes, 62 – São Pedro, Belo Horizonte

Telefone (31) 2551-4601

#belorizontices: Slow Burger

O blog foi convidado pelo estabelecimento. Aqui em BH é assim: vem uma modinha e vários lugares com um produto ou estilo brotam por ai. Abrir um negócio não é fácil e nem barato, muitas pessoas optam por franquias por já apresentarem um modelo pronto e teoricamente consolidado no mercado. Uns anos atrás, o Bacon Paradise abriu, virou franquia e logo se multiplicou com seu cardápio recheado de bacon em...